Translate

terça-feira, 8 de outubro de 2013

VERBETE - "Protestante"

Protestante (ver protestantismo): O termo "protestante" (latim protestari) tornou-se alcunha para identificar aqueles que rejeitaram a autoridade papal e formaram comunidades independentes da Igreja Católica Roma. O marco fundante deste termo foi a chamada segunda Dieta de Espira, ocorrida em 1529, presidida na ausência do Imperador Carlos V, por seu irmão, o rei Fernando, forte papista, onde se discutia, revogar o edito anterior e mais tolerante de 1526 que permitia aos príncipes alemães conduzirem as questões religiosas dentro de seus respectivos territórios. Após intensos e tensos debates, antes de ser votado o decreto, os membros favoráveis à causa iniciada por Lutero, entre eles os eleitores Frederico da Saxônia, Landgrave de Hesse, Albert Margrave de Brandenburg, Duques de Lüneburg, Príncipe de Anhalt, juntamente com os catorzes deputados das cidades livres, retiraram-se temporariamente a uma sala contígua, para uma conferência, e aí formularam uma declaração que começava assim; "Nós protestamos e declaramos abertamente diante de Deus e de todos os homens...". A partir de então, os que assim protestaram, passaram a serem referidos pelos seus adversários pelo apodo de "protestantes". Se no primeiro momento o termo referia-se mais especificamente aos luteranos, retrocedendo-se ao momento simbólico quando Lutero em 1517, em um ato de protesto às distorções e práticas então vigentes na Igreja Católica Romana, expõe suas Noventa e Cinco Teses, na cidade universitária de Wittenberg na Alemanha, até o final do século XVI e dai por diante, o adjetivo e o substantivo "protestante" passou a ser amplamente utilizado para se referir a quaisquer pessoas ou grupos que se oponham ao catolicismo romano. Deste modo a reforma religiosa passou a ser conhecida desde então como a "Reforma Protestante"..














Referências Bibliográficas

BUCHANAN, Colin Ogilvie. Historical dictionary of anglicanism. London: 2006
CHAMPLIN, R. N. Enciclopédia de bíblia, teologia e filosofia, v. 5. São Paulo: Hagnos, 2006.
PARRINDER, Geoffrey. Breve enciclopedia del cristianismo [A Concise Encyclopedia of Christianity]. Madrid: Ediciones Istmo S/A, 2008.



Nenhum comentário:

Postar um comentário